Mês

setembro 2017

  • Confira as vantagens de construir a casa própria

    O sonho da casa própria está na maioria das respostas dos brasileiros, quando questionados sobre quais são as prioridades para realizar durante sua vida.

    E construí-la, passo a passo, pode ser a solução ideal. Esse cenário é vantajoso, pois é possível pensar em todos os detalhes e customizá-la do jeito que sempre imaginou, tanto em tamanho (metragem) e disposição de ambientes, quanto em localização (bairro, rua, condomínio fechado), acabamentos e funcionalidades.

    Além da satisfação da personalização de sua casa, outra vantagem que deve ser destacada é a financeira. Se a obra transcorre sem grandes imprevistos, a casa tende a ser até 30% mais barata que uma comprada pronta. Além disso, uma casa construída representa um investimento
    patrimonial rentável, devido a sua valorização.

    Um ponto importante a ser considerado é a programação da obra de acordo com a sua realidade financeira. Você pode frear ou avançar a construção conforme sua disponibilidade.
    A questão da documentação é menos burocrática quando se constrói um imóvel ao invés de comprá-lo. Além das burocracias que envolvem todo o processo, especialmente quando o imóvel tem dívidas, hipotecas, ou mesmo aqueles que têm mais de um proprietário ou são parte de um inventário, os encargos de escrituração ficam totalmente para o comprador e não costumam ser baratos.

    Em relação à escolha e contratação dos profissionais e empresas envolvidas na obra, como arquitetos e engenheiros, o investimento vale muito a pena. Contratá-los, além das questões técnicas específicas, ajudam na redução dos custos das obras. Uma outra questão muito importante é sempre ter
    referências dos serviços selecionados e contratados. Pesquise sempre e boa sorte!

  • Por que vale a pena investir em imóvel?

    Seja para morar ou investir, comprar imóveis é sempre uma boa opção e de baixo risco. É o que dizem especialistas da área financeira e que pode ser comprovado por pessoas que tiveram essa experiência.

    Como toda aplicação, investir em um terreno é um investimento de logo prazo podendo haver altos e baixos, a depender da macro-economia como um todo e, claro, da oferta e demanda de imóveis similares na mesma região. Mas, trata-se de investimento sólido e seguro.

    Geralmente, a valorização de um imóvel é muito boa. Não é difícil conversarmos com amigos que compraram um lote e cinco anos depois o mesmo imóvel passou a valer duas, três ou até quatro vezes mais o valor que foi investido.

    Se você pensa em investir o seu dinheiro na compra de um lote, o conselho é prosseguir com essa ideia. Guardar na poupança, possivelmente, não vai te trazer um retorno esperado, até pelas taxas bancárias, inflação e pelo baixo rendimento.

    E falando em rendimento, essa é a palavra chave na hora de escolher pela aquisição de um imóvel. Ele é um “porto-seguro” para o seu dinheiro e uma estratégia certeira para preservar suas economias, sendo considerada uma das melhores aplicações financeiras disponíveis no mercado.

    As vantagens para convencer um futuro comprador a investir aquele dinheiro suado e conquistado com seu esforço em um imóvel, além da valorização do mesmo, são diversas. Entre elas está a segurança.

    Hoje em dia, todos buscam a estabilidade financeira e um investimento seguro. E o lote sempre estará no mesmo lugar e com a documentação assegurando os direitos do proprietário.

    Além disso, você também pode encontrar opções facilitadas de pagamento, com valores atrativos e abertos a negociações de acordo com as suas necessidades e seu capital.

    Outra característica importante para se pontuar é que o imóvel é seu, o que lhe garante o direito de planejar sua casa do jeito que quiser e à sua maneira, além de acompanhar cada etapa da execução do projeto.

    O patrimônio é de sua propriedade! E ainda você pode aguardar a valorização para revendê-lo e obter lucro com o investimento ou construir o que desejar, o que lhe dará liquidez em seu negócio.

    Os motivos citados acima são atraentes para a aquisição do imóvel. Basta pegar a calculadora, estudar o melhor momento e investir em um negócio que traga retorno financeiro para você.

     

  • Como economizar na hora de construir?

    Quando o assunto é começar a construir um imóvel, sempre existe a preocupação com um possível exagero nos gastos.  Fatores como a maneira de armazenar os materiais, a segurança, contratação de profissionais e mão de obra, afetam diretamente os gastos que podem surgir. Algumas dicas ajudam a economizar na hora de construir ou reformar.

    De acordo com um artigo publicado no Obras24h.com, é importante sempre ter o projeto da obra, ou seja, a contratação de um arquiteto é essencial, mesmo que o orçamento esteja apertado. O profissional pode ajudar com especificações e dicas para economizar ainda mais na construção.

    Estar informado e buscar sempre novas alternativas são caminhos importantes para se manter atualizado com todas as opções que circundam a obra. Procure também por mais de um orçamento, tanto na hora de comprar materiais quanto na contratação de serviços e mão de obra. Além de conseguir um planejamento melhor das finanças, diferentes orçamentos possibilitam a comparação de preços e marcas.

    Ficar atento à imagem e reputação de empresas e pessoas que irão trabalhar na obra é fundamental. Isso evita serviços de baixa qualidade e a falta de cumprimento de prazos.

    O acabamento é uma etapa que costuma causar muita preocupação. Manter o bom senso neste momento é necessário. Não escolha um serviço de acabamento por ele ter o menor preço, mas analise as melhores possibilidades, levando em consideração as características estéticas, orçamento disponível e credibilidade do serviço. Isto pode evitar dores de cabeça com manutenções futuras.

    Caso tenha disponibilidade e tempo, participe das decisões juntamente com o arquiteto contratado. Estar mais próximo do andamento da obra pode possibilitar desperdícios e redução de gastos.

    Outra dica interessante é realizar compras em conjunto. Se existem outras pessoas realizando obras próximas a sua, vale a pena entrar em contato e tentar comprar alguns materiais de construção em conjunto. Muitas lojas e fornecedores oferecem preços e condições de pagamentos especiais para compras em grande quantidade.

    Procurar por materiais reutilizáveis também é válido. Algumas lojas de demolições dispõem de materiais que podem ser reutilizados e com preços interessantes.

    Manter os materiais da construção sempre em lugar seguro é extremante necessário para evitar possíveis roubos. Além disso, o consumo consciente deles evita desperdícios e gastos com novas compras.

  • Saiba como ter uma mini horta em casa

    É notável que os imóveis atuais são cada vez mais compactos. Com menos espaço nas residências ou apartamentos, os quintais e jardins são subtraídos, o que pode ser um desafio para quem prefere consumir alimentos mais naturais e frescos produzidos em casa. Entretanto, diversas técnicas
    desenvolvidas no âmbito da jardinagem e plantação permitem que você tenha seu próprio jardim ou horta, até mesmo dentro de um apartamento.

    As hortas verticais são indicadas para lugares que dispõe de espaços reduzidos. As hortas ou jardins verticais ficam suspensos na parede, prateleiras, ou suportes que você desejar.

    Uma boa ideia para esse tipo de atividade foi desenvolvida por um projeto da Biossistec Jr da USP de Pirassununga, que criou uma horta vertical com a utilização de canos de PVC. Foram feitos furos de mais ou menos três polegadas no cano e furos menores na parte inferior, apenas para drenagem. As laterais do cano podem ser fechadas com uma garrafa PET.

    Encha todo o cano com terra e adubo e plante as mudas ou sementes, cada uma em um furo. Você também pode usar garrafas PET, seguindo a mesma linha de manejo. Se preferir, é possível utilizar ainda vasos próprios para o plantio e se preocupar apenas com a suspensão deles.

    Caso você disponha de pouco espaço, mas possua um local no chão, uma opção é fazer uma mini horta. Deixe a terra do local onde você pretende montar a horta bem solta e fofa e misture um composto orgânico. Se for plantar mudas, deixe dois palmos entre cada uma; no caso de sementes, misture-as
    com areia e espalhe com a mão sobre o canteiro de maneira uniforme.

    É importante que as hortas fiquem, de preferência, em algum local que receba luz do sol pelo menos quatro horas por dia e irrigue uma ou duas vezes por dia. Outra dica é optar por espécies que têm mais facilidade de cultivo. No caso de hortaliças a rúcula, em qualquer época do ano; assim como ervas de
    manjericão, hortelã e alecrim.