Mês

abril 2018

  • Aprenda a usar as cores para ambientar os cômodos da sua casa

    Colorir um ambiente pode parecer tarefa fácil, mas algumas regras e combinações são essenciais para aproveitar ao máximo o que você quer transmitir com cada espaço. As cores influenciam em diversos aspectos do nosso cotidiano: podem mudar o nosso humor, refletir nossa personalidade, incitar uma sensação, etc.

    Dentro de casa não é diferente. A cor de cada cômodo pode transformá-lo radicalmente. Por isso, a dica é que a escolha pelo tom correto seja feita somente após um bom planejamento.

    Harmonia

    É preciso considerar as finalidades de cada ambiente e colori-los de acordo com elas. A harmonização pode ocorrer de diversas formas: podem-se usar vários tons da mesma cor; cores em comum, como vermelho e laranja; cores que se complementam, como o roxo e o amarelo, entre outras opções. Uma grande dica é se deixar guiar pelo Círculo Cromático (figura abaixo) e entender as suas variações.

    Efeitos

    A aplicação de uma cor em determinado cômodo da casa pode causar alguns efeitos específicos, como o alongamento, o encurtamento e aumento do espaço. Se a sua intenção é ampliar a ideia de tamanho, opte por tons mais claros e neutros, como o branco, palha e o bege. O piso é outro ponto crucial. Nos espaços pequenos, escolha rodapés mais simples e combine-os de acordo com as paredes.

    Sensações

    Como dito, cada cor incita uma sensação, seja ela positiva ou negativa. Por isso é preciso saber o que cada cômodo pretende transmitir para dar a ele o tom mais adequado. Nos quartos, foi comprovado por meio de um estudo que a cor azul pode contribuir para um sono tranquilo e com mais qualidade.

    No escritório, cores quentes, como o amarelo, motivam e estimulam a criatividade. Já para tarefas mais metódicas, é recomendado o uso de nuances frias e claras, que fazem pensar com calma.

    No banheiro, o uso de tons claros, como o branco, o rosa e até mesmo o verde claro, ajudarão na renovação das energias e na sensação de pureza, limpeza e iluminação. Na cozinha, o ideal são as cores vibrantes, como o vermelho e o laranja, que estimulam o apetite. Mas há também a opção do branco, que destaca a limpeza e deixa todo o protagonismo para as cores dos pratos.

    Na sala de estar, o grande objetivo é transmitir conforto, por isso, a indicação  dos tons neutros, como o champanhe e o bege, são as melhores escolhas, pois transmitem a impressão única de aconchego e acolhimento.

    Ainda está na dúvida? Dê seu toque especial e siga sua intuição, afinal, a casa é sua.

  • Confira valiosas dicas de móveis para decorar a casa nova

    Depois de um bom tempo passando por todas as etapas da construção da sua casa nova, chega o grande momento de escolher os móveis. Esta pode se tornar uma tarefa mais difícil quando o orçamento e o espaço são pequenos, porém, com muito planejamento e criatividade, mobiliar sua casa pode se tornar muito prazeroso.

    De acordo com um artigo da Exame.com, seguir alguns passos simples e lembrar sempre do seu orçamento, são primordiais para esse momento. Comece medindo o espaço que você tem disponível, desenhe ou use uma fita métrica. Não adianta gastar absurdos em um sofá enorme que não caberá nem na metade da parede da sua sala.

    É importante também pesquisar muito bem os preços e listar todos os itens que você precisa. Antes de sair às compras, observe todos os cômodos da casa e escolha quais móveis são essenciais, como a geladeira, fogão, cama e uma mesa para as refeições. Depois disso faça uma boa pesquisa, seja na internet ou nos jornais impressos das lojas, isto vai te ajudar a ter um panorama geral do quanto você precisará investir.

    Uma dica interessante é apostar na compra de móveis usados ou no “faça-os você mesmo”. Brechós, grupos nas redes sociais e sites podem te ajudar muito nisso. Mas é preciso ter cuidado na hora de reformar aquele móvel que estava guardado: Muitas vezes, gasta-se mais dinheiro para reformá-los do que gastaria em um produto novo, orienta, arquitetos.

    Os móveis comprados prontos costumam ser mais baratos do que aqueles feitos sob medida, a menos que você mesmo os faça. Caixas de feira ou aqueles paletes de madeira para carregar materiais para construção podem se transformar em lindas prateleiras, por exemplo.

    Por incrível que pareça, a pintura e a iluminação fazem toda diferença na hora de tornar o ambiente da sua casa ainda mais aconchegante. Você pode até usar um pouco menos do seu orçamento na compra dos móveis, mas investir nas cores e na iluminação é primordial.

    De modo geral, leve sempre em consideração seus gostos, tamanho do seu imóvel e seu orçamento. Caso seja possível, é interessante o auxílio de um profissional de arquitetura ou design para que te ajudar nas escolhas. Afinal, sua casa nova será o seu canto, onde você acolherá seus amigos e família, mas acima de tudo, você precisa se sentir à vontade dentro dela.