Cores que fazem a diferença

Se você está cansado da decoração da sua casa e quer inovar ou trazer um pouco mais de vida e personalidade para os ambientes, aposte nas cores! Só uma parede colorida e você verá a mágica acontecer, e se quiser ousar mais, pode também colocá-las nas portas, janelas, teto e piso.

Além de mudar a cara do cômodo, as cores têm a capacidade de ampliar ou aproximar os ambientes, trazer dinâmica e alegria ao local ou tranquilidade e relaxamento, sendo uma forma de transmitir sensações. Sem precisar quebrar nada.

Conforme a arquiteta Maiara Moura Leite, quando em uma paleta monocromática, o branco e tons de cinza claro costumam deixar o ambiente mais amplo.

Para deixar o ambiente mais aconchegante, a profissional aconselha o uso das cores quentes e terrosas, como as alaranjadas, terracota, mostarda e neutras para o marrom.

Colocar cores alegres e vibrantes, como o amarelo no hall de entrada da casa, na sala de estar e lazer, em apenas uma parede, é uma das sugestões de Maiara. Nos dormitórios, ela aconselha as cores rosa e lilás e também tons turquesa.  Já para as áreas externas, ela aconselha as cores mais neutras e de fácil manutenção, como tons cinzas e marrons.

Para quem gosta de ousar, pode brincar com as cores nas grades e portões, como verde tiffany, vermelho cardeal e amarelo canário.

Se você vai construir ou reformar este ano e gosta de seguir as tendências, para 2021, o que está em alta são os tons neutros, quentes e naturais, que dão a sensação de calma e equilíbrio aos ambientes. O azul do ano 2020 ficou mais esverdeado, conectando mais com tons da natureza. As cores mais rosadas e alegres e suaves também são apostas para esse ano, explica Maiara.

Se você é uma pessoa indecisa, Maiara sugere comprar amostras dos tons escolhidos e aplicar no local para definir com mais segurança. Outra estratégia é comparar as combinações de cores no celular, montando um mosaico de imagens e fotos, uma ao lado da outra, para visualizar qual combinação agrada mais. Através de pesquisa sobre a cromoterapia é possível selecionar as cores conforme os sentimentos que deseja transmitir nos ambientes. “É importante lembrar sempre que a geometria do espaço também interfere na visão das cores”, aponta a arquiteta.

Como escolher a tinta

Segundo ela, a escolha da tinta está mais relacionada para qual ambiente ela será inserida: se é uma área externa ou interna da casa, se vai receber muitas ações de intempéries, como chuva e sol, por exemplo.

Na dúvida, busque sempre o apoio de um profissional na área.