O que é IPCA e como ele impacta no financiamento imobiliário?

IPCA é a abreviação de Índice de Preços ao Consumidor Amplo, que é um dos índices de inflação mais tradicionais e importantes do Brasil. Ele tem como objetivo medir a variação dos preços de um conjunto de produtos e serviços vendidos no varejo e consumidos pelas famílias brasileiras.

Sendo assim, o IPCA no financiamento imobiliário deve ser analisado constantemente, principalmente por aqueles que buscam por fazer uma Educação Financeira e também por aqueles que pretendem adquirir um imóvel, pois esse é o índice mais utilizado pelo banco no momento em que vai disponibilizar essa linha de crédito. 

Portanto, se você deseja comprar um imóvel, é importantíssimo entender o que é IPCA e como ele influencia no financiamento imobiliário. Nesse artigo iremos esclarecer as coisas para você!

Quer financiar um imóvel próximo a São Paulo? Conheça as opções de loteamentos da Moura Leite

O que é IPCA?

O IPCA é um índice que influencia em toda economia, incluindo suas Finanças Pessoais. De uma forma geral, o indicador tem como objetivo abranger 90% das pessoas que vivem nas áreas urbanas no país – e é justamente por isso que é chamado de “amplo”.

Ele é calculado em duas fases. Primeiro o IBGE faz uma pesquisa dos preços cobrados em mais de 300 produtos e serviços. Na segunda fase os dados são agregados e um cálculo matemático é feito para definir qual é o peso de cada preço.O resultado dessa conta é o IPCA, uma espécie de termômetro da inflação, mas que é um índice econômico. 

IPCA no financiamento imobiliário: Quais os impactos?  

Desde 2019, o IPCA pode ser usado como taxa para financiamento do seu imóvel, Na prática, o uso do IPCA segue a mesma lógica do uso da TR: uma taxa prefixada de juros + variação do IPCA do ano.

O que alterou foi a possibilidade de lidar com taxas de juros menores, então se na TR você tivesse uma taxa de juros de 8%, no IPCA você teria uma taxa de juros de 3%. 

Outro ponto que também facilita é que a renda mínima exigida pelas credoras também é mais baixa.

Apesar desses benefícios, o IPCA no financiamento imobiliário é muito mais mutável do que a TR, que ficou um bom tempo sem mudar, mas recentemente teve alterações. 

IPCA no financiamento imobiliário: Saiba mais sobre o principal índice brasileiro de inflação 

Afinal, o que é a TR e sua relação com o IPCA no financiamento imobiliário? 

A Taxa Referencial, ou TR como é popularmente conhecida, é um índice financeiro que já funcionou como um parâmetro central para os juros praticados no Brasil. Apesar de não ser mais usada com esse objetivo, atualmente, a TR serve apenas como uma taxa de juros em diversas áreas, incluindo os financiamentos. 

A TR também pode ter influência nos contratos de financiamentos imobiliários realizados pelo Sistema Financeiro Habitacional (SFH). Dessa maneira, todos os negócios realizados por essa modalidade precisam contar com juros fixos definidos pelo banco mais a TR.

Ela serve para corrigir monetariamente o saldo devedor do contrato, sendo aplicada anualmente sobre as parcelas vincendas. Vale ressaltar que, até 2017, todos os contratos de financiamento também aplicavam a taxa referencial, sendo do SFH ou não.

Agora que você tem conhecimento sobre as modalidades de IPCA e TR, vale a pena analisar o seu atual cenário financeiro e avaliar a constância da economia. E assim entender qual a melhor forma de financiamento que você pode adquirir.