Categoria

Notícias

  • Parque e Loteamento Novo Horizonte são entregues à população de Cerqueira César

    Com a presença de autoridades locais, mas principalmente da população de Cerqueira César, foi inaugurado no último sábado, 20, o Parque Novo Horizonte. A área de lazer está localizada ao lado do loteamento Novo Horizonte, empreendimento da Moura Leite Loteamentos.

    Durante todo o dia, houve atividades para as famílias, em especial as crianças, que se divertiram no pula-pula, com pinturas de rosto e ainda puderam saborear pipoca e algodão doce e espetinhos à vontade. Além disso, a população que foi até o local pode assistir a peças de teatro infantil e contação de histórias.

    A cerimônia de lançamento do Parque Novo Horizonte contou com a presença do prefeito de Cerqueira César, José Carlos Gerdullo; o presidente da Câmara Municipal, Luiz Henrique Alves Cruz Júnior, além de vereadores e secretários municipais. A Moura Leite aproveitou a oportunidade para anunciar a construção de uma ciclofaixa no entorno do Parque, atendendo a um pedido da Prefeitura.

    Futuro digno a quem mais precisa

    “O Parque, com as suas opções de lazer, e o loteamento, atenderão a nossa população. É uma oportunidade de as pessoas adquirirem seu imóvel, garantindo assim um futuro digno, principalmente para aqueles que mais precisam. É um loteamento feito dentro dos parâmetros legais e a cidade ganha muito com isso”, destacou o prefeito Gerdullo.

    Mais qualidade de vida para a população

    Para Fábio Moura Leite, diretor Comercial e de Marketing da Moura Leite Loteamentos, foi um dia muito especial para empresa poder inaugurar o Parque Novo Horizonte, pela oportunidade de oferecer mais qualidade de vida à população de Cerqueira César. “Esse momento também coincide com uma melhor no cenário macro econômico brasileiro, condição propícia para que as pessoas voltem a fazer seus investimentos. Investir em imóveis é seguro e comprar um lote é uma das primeiras etapas desse tipo de investimento”, colocou.

    Assessoria especializada – Para os clientes que já adquiriram um lote, no local havia um time de arquitetos e engenheiros que ofereceu assessoria construtiva para ajudá-los no passo a passo da construção.  Em parceria com a Instacasa, tem sido oferecido a todos os compradores um projeto totalmente gratuito e pronto para ser aprovado pela Prefeitura Municipal.

    Realizando o sonho da casa própria

    O servidor público Adilson Antônio Penacci é um dos clientes da Moura Leite, presentes no evento, que adquiriram lotes no Novo Horizonte. Ele não escondia sua satisfação em relação ao empreendimento. “Quero parabenizar a família Moura Leite por todo o investimento que fazem em Cerqueira César. Tive o privilégio de acompanhar meus filhos adquirirem dois lotes e eu também comprei o meu logo que eles iniciaram seus empreendimentos aqui no município. É um local muito bom para se morar. Estamos praticamente no centro da cidade. Em breve, vamos iniciar as construções dos meus filhos para que possam ver em suas casas próprias”, declarou.

    Sobre o Novo Horizonte

    O loteamento está pronto para construir e morar, 100% aprovado conforme a lei. É registrado em cartório, o que torna o investimento seguro.  Os lotes são planos, o que facilita a obra e torna a construção mais barata. Conta com rede de água e esgoto, sistema de drenagem, energia, iluminação pública e asfalto de primeira qualidade (usinado a quente). Ideal para moradia ou investimento.

    Localização – Próximo ao Açudão e ao Distrito Industrial do município, é inserido no urbano e próximo da lavoura ao mesmo tempo.

  • Famílias recebem assessoria gratuita para construir no Reserva Central Parque

    O último sábado, 18 de maio, foi especial para as dezenas de famílias que adquiriram lotes no Reserva Central Parque, novo loteamento fechado de Botucatu. Na ocasião, a Moura Leite Loteamentos montou uma estrutura completa de serviços, no stand de vendas, para assessorar gratuitamente seus clientes.

    Diversas empresas parceiras deram suporte às famílias que já podem iniciar a construção de suas casas. Todos puderam tirar dúvidas relativas à idealização de projetos, aprovação junto aos órgãos competentes, dentre outros trâmites.

    Segundo o diretor da Moura Leite Loteamentos, Fabio Moura Leite, o evento atingiu o objetivo de auxiliar os clientes para que possam iniciar a construção de suas casas. “Foi incrível receber as famílias e dar-lhes informações preciosas para que elas ganhem tempo e economizem na hora de realizar suas construções. Cumprimos com nosso objetivo de entregar algo a mais do que apenas o lote adquirido já pronto para construir. Surpreendemos nossos clientes entregando um valor imensurável, a economia e otimização do seu precioso tempo aliado ao conhecimento sobre os temas abordados por nossos parceiros e consultores. O conhecimento adquirido no evento ajuda a evitar desperdícios comuns na fase de início de obras por falta de conhecimento sobre o assunto, além de agilizar as construções e conferir um melhor padrão construtivo ao empreendimento”, comenta.

    O empresário Benedito Júnior adquiriu um lote no Reserva Central Parque e já está com seu projeto pronto para iniciar a construção de sua casa. “Gostei demais do atendimento e suporte que todos têm me dado, desde a aquisição do meu terreno, até agora, quando iniciei o projeto da minha casa. Comprei o lote para construir e achei um grande diferencial a forma facilitada de pagamento. A estrutura é excelente e vale muito a pena fazer parte”, argumentou.

    Dentre as empresas parceiras, estiveram presentes: a Instacasa que esteve à disposição com sua equipe para ajudar os clientes na idealização do projeto de suas residências. Foram oferecidas diversas opções de projetos, de acordo com o estilo de vida de cada um.

    A Concessus ficou responsável por auxiliar o público no processo de aprovação dos projetos junto a associação do Reserva Central Parque. Também esteve presente uma equipe de arquitetos e engenheiros que ficou a postos para sanar dúvidas sobre projetos, processo de aprovação, sistemas construtivos e darão dicas sobre o passo a passo para início da construção de maneira mais tranquila e segura. Construtoras deram consultoria e fizeram orçamentos para construção.   Há lotes à venda. São unidades a partir de 250m² em excelente localização, com segurança, portaria 24h e espaços de lazer para descansar e se divertir. Tudo por um baixo custo de aquisição e manutenção. Com padrão de qualidade superior, o loteamento fechado da Moura Leite promete transformar a forma de viver de seus clientes que priorizam viver perto de tudo que é necessário para o seu dia-a-dia, sem abrir mão de construir a sua casa do jeito, e viver com liberdade a qualidade de vida dos velhos tempos. 

    Serviço – O stand do Reserva Central Parque está localizado às margens da Rodovia Gastão Dal Farra, 1030, próximo à rotatória de acesso ao Parque 24 de Maio, região Sul de Botucatu-SP. Mais informações ligue: (14) 3354-4487.

  • Reserva Central Parque libera lotes para construção

    No próximo sábado, 18 de maio, a partir das 10 horas, A Moura Leite promoverá a liberação dos lotes do loteamento fechado Reserva Central Parque para construção. O evento de lançamento reunirá diversas empresas parceiras que darão suporte aos clientes que adquiriram lotes e que poderão tirar dúvidas.

    Segundo o diretor da Moura Leite Loteamentos, Fábio Moura Leite, o objetivo do encontro é auxiliar as famílias para que possam iniciar a construção de suas casas. “Entendemos que este momento é também a realização de um sonho, por isso, queremos dar a oportunidade para que todos obtenham as informações que precisam”, comenta.

    Dentre as empresas parceiras, estarão presentes: a Instacasa estará à disposição com sua equipe para ajudar os clientes na idealização do projeto de suas residências. Oferecerá diversas opções de projetos, de acordo com o estilo de vida de cada um.

    A Concessus ficará responsável por auxiliar o público no processo de aprovação dos projetos junto a associação do Reserva Central Parque. Também estará presente uma equipe de arquitetos e engenheiros que ficará a postos para sanar dúvidas sobre projetos, processo de aprovação, sistemas construtivos e darão dicas sobre o passo a passo para início da construção de maneira mais tranquila e segura. Construtoras darão consultoria e farão orçamentos para construção.

    No local haverá dois food trucks para maior conforto de todos, que poderão comparecer com suas famílias e amigos.

    Serviço – Ainda existem unidades disponíveis e nesse dia a equipe comercial fará atendimentos. O stand do Reserva Central Parque está localizado às margens da Rodovia Gastão Dal Farra, 1030, próximo à rotatória de acesso ao Parque 24 de Maio, região Sul de Botucatu-SP. Mais informações ligue: (14) 3354-4487.

  • Os tipos de portas e janelas e suas características

    Complementando as dicas anteriores, vamos falar de diferentes tipos de portas e janelas para te ajudar a que melhor se adéqua ao que você deseja para sua nova casa. Além da questão econômica e estética você tem que ter atenção especial para a questão segurança, item muito importante na hora de escolher portas e janelas.

    São muitos modelos existentes no mercado, com diferentes tamanhos, acabamentos e tipos de abertura.

    Tipos de materiais utilizados na confecção de portas e janelas:

    Portas e janelas de ferro:

    Este tipo de porta e janela é mais personalizável que o aço, visto que você pode encomendar um modelo a seu gosto e do tamanho que desejar. Porém, o custo pode ser mais alto. Há ainda portas e janelas de ferro que são vendidas em medidas padrões que podem custar um pouco menos.

    Portas e janelas de madeira: 

    Existem diversos modelos no mercado deste tipo de portas e janelas, entre as vantagens está a durabilidade deste tipo de material e a combinação com os demais itens da casa.

    Portas e janelas de vidro: 

    Este tipo de porta e janela suporta todos os tipos de esquadrias, sendo que são bonitas para o visual do ambiente e proporcionam luminosidade natural. Como há locais em que a segurança do imóvel deve ser maior, a utilização de portas e janelas de vidro pode não ser uma boa opção, já que deixa o local mais exposto.

    Portas e janelas de PVC: 

    Proporciona melhor qualidade e flexibilidade na criação de modelos exclusivos sendo de fácil manutenção. Porém, os custos são elevados e só pode ser comprada por encomenda, sendo que também não é possível pintá-la.

    Portas e janelas de aço: 

    Como o aço é totalmente resistente, não tem nem o que dizer quanto à durabilidade deste tipo de material, mas a sua fabricação possui medidas padronizadas, o que dificulta encontrá-la para todas as suas necessidades devido ao alto custo de personalização.

    Tipos de portas e janelas

    Pivotantes (de abrir) de uma ou duas folhas.

    Essa porta gira em torno de um eixo vertical. Quando aberto, a porta pivotante também proporciona ganho de espaço, já que um trecho menor gira para o sentido contrário.

    Balcão: 

    Instalada geralmente em cômodos que dão acesso aos ambientes externos, como sacadas e varandas, a porta balcão é composta por três ou quatro folhas. Duas delas são abertas para o lado de fora e, as demais, para dentro.

    De correr:

    Se você deseja ganho de espaço em sua casa, uma ótima opção é adquirir a porta de correr, que é movida para o lado.

    Sanfonada: 

    Abre para o lado em formato de sanfona, como o nome sugere. O trilho instalado na parte superior é um dos responsáveis por esse tipo de abertura.

    Bang Bang: 

    Rústico e original, esse modelo possui duas folhas que são instaladas no meio do batente. Graças ao seu mecanismo de molas, a porta bang bang abre ao estilo “vai-e-vem”.

    Basculantes

    Esse modelo possui uma estrutura principal e uma segunda folha, que pode ser aberta individualmente. Assim, se houver a necessidade de maior ventilação no espaço, basta abrir essa folha, mantendo a estrutura maior fechada.

    Camarão: 

    O sistema de abertura dessa versão é ideal para quem deseja aproveitar melhor o espaço. Afinal, a porta camarão tem duas folhas, sendo que uma fica sobre a outra quando aberta.

    Para saber qual o melhor modelo em relação ao tipo de abertura, você deve analisar o espaço do local e como fica melhor cada tipo de porta e janela para o seu conforto e também beleza do ambiente.

    Esperamos que tenha gostado das nossas dicas para a sua casa!

    Aguarde que em breve traremos novas dicas!

    Queremos estar ao seu lado durante todo o processo de estruturação da sua casa.

  • Como escolher a melhor iluminação para sua residência

    Para evitar gastos desnecessários e contribuir para o meio ambiente, o projeto de iluminação de uma casa é essencial. Conseguir o equilíbrio entre a luz natural e artificial é a melhor opção e para isso é importante considerar uma série de coisas.

    O projeto de iluminação deve considerar as dimensões de cada cômodo, sua função, a idade dos ocupantes e o tempo que permanecerão sob a luz artificial.

    Na maioria das vezes a iluminação é responsável pela característica do ambiente, definindo se ele é mais frio ou quente, mais íntimo ou mais social, mais triste ou alegre. Unindo a iluminação com a tonalidade das paredes você consegue estruturar o ambiente que deseja.

    Vamos conhecer agora qual o melhor tipo de iluminação artificial para cada ambiente, considerando sua função.

    Hall de Entrada: 

    Use luz de baixa intensidade para criar um clima acolhedor. Em geral esses ambientes são de pequenas dimensões.

    Intensidade: baixa

    Tipo:  um ou dois focos de lâmpada dicróica voltados para elementos de decoração é mais que suficiente, criando um clima agradável e acolhedor. 

    Sala de Estar

    Não use lâmpadas para dar destaque e nem focos dirigidos sobre os sofás e poltronas. Use circuitos diferentes para acender a iluminação em etapas (uma parte do cômodo de cada vez)

    Intensidade: média

    Tipo: lâmpadas difusas em abajures ou pedestais, podendo também utilizar luminárias de coluna com lâmpadas halógenas dirigidas para o teto. No caso do living com teto rebaixado, utilize luminárias direcionáveis dirigidas para os quadros ou objetos de decoração. 

    Sala de Jantar 

    Aqui o ideal é uma luz superior na direção da mesa, que pode ser pendente (mantenha uma distância de 60 a 80 cm entre a luminária e a mesa) ou presa ao teto.
    Intensidade: média-alta

    Tipo: bulbo de tungstênio emite brilho quente e suave

    Não usar: lâmpadas halógenas ou incandescentes que projetam luz marcante e irradiam muito calor

    Cozinha 

    Na cozinha o ideal é usar luz clara, afinal, é um ambiente de trabalho que necessita de boa iluminação.

    Intensidade: alta

    Tipo ideal: refletores e tubos fluorescentes que criam luz clara, brilhante e sem sombra

    Não usar: lâmpadas de baixa reprodução de cores

    Dormitório 
    Muitas vezes o dormitório é usado também para outras finalidades, como trabalhar ou estudar. Nesses casos a instalação de um “dimmer” ajuda bastante porque quando a pessoa está trabalhando, pode deixar a luz mais forte e quando estiver descansando, mais fraca.

    Luminárias nas cabeceiras são bem vindas, principalmente na hora de deitar ou ler um livro e também no caso de precisar se levantar durante a noite.

    Intensidade: média/alta no teto e baixa nas luminárias laterais

    Tipo ideal: lâmpadas comuns branco suave

    Não usar: lâmpadas frias                                                                                                  


    Banheiro 
    O banheiro é um lugar para relaxar depois de um dia de trabalho por isso deve ser um ambiente acolhedor. O ideal é não ter luz no teto e sim nas laterais, numa altura acima dos olhos.

    Intensidade: média/ luz tênue

    Tipo ideal: lâmpadas comuns branco suave

    Não usar: lâmpadas frias


    No espelho uma boa dica é usar lâmpadas de tungstênio em volta do espelho como nos camarins, porque ela projeta uma luz mais quente na face.

    Um bom jogo de luz pode valorizar espaços, ser funcional e ainda reduzir o valor da conta no fim do mês. Abuse de diferentes tipos de lâmpadas e crie ambientes superespeciais na sua nova casa.

    Esperamos que tenha gostado das nossas dicas para a sua casa!

    Aguarde que em breve traremos novas dicas!

    Queremos estar ao seu lado durante todo o processo de estruturação da sua casa.

  • Os diferentes tipos de telhas, suas vantagens e desvantagens

    Em geral pensamos em quase tudo quando vamos construir, mas muita gente se esquece do telhado. Não somente do tipo de telha mas também da inclinação do telhado, que é muito importante para evitar problemas com mudanças de tempo, ventanias ou calor excessivo.

    A instalação das telhas deve seguir rigorosamente a indicação do fabricante.

    Veja quais são os principais itens que devem ser considerados para a execução de um telhado:

    – Levar em conta a inclinação do telhado.
    – Nas telhas há a informação sobre grau de inclinação que são indicadas. “Se usar a inclinação um pouco a mais ou a menos do que a recomendada para o telhado, poderá entrar calor, água ou vento.
    – Observar se o produto é homologado pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).
    – Analisar se o tipo de telha combina com o formato do telhado e o estilo de construção. 

    – Comprar um material de qualidade que terá maior durabilidade.

    Tipos de telhas:

    Telhas cerâmicas

    A telha de cerâmica é bem comum e também pode ser conhecida como telha de barro. Há variações nas formas de telhas de cerâmica, que podem ser escolhidas de acordo com as necessidades do seu projeto arquitetônico, como encaixe, rendimento e até inclinação do telhado.

    Vantagens:

    O telhado de telha de cerâmica é uma ótima opção para criar uma barreira térmica e evitar que a casa esquente ou esfrie demais, de modo a manter a temperatura do lar mais estável.

    Desvantagens:

    Necessita de manutenção frequente, já que é possível que algumas telhas trinquem.

    Telhas de fibrocimento

    Ao ler o nome você pode imaginar não conhecer esse tipo de telha, mas telha de fibrocimento é a famosa Brasilit, Eternit ou de amianto (material que compõe a telha).

    Vantagens:

    Baixo custo e boa eficácia. Esse tipo de telhado é leve e resistente, mas a instalação precisa ser cuidadosa, afinal o telhado precisa ser bem fixado para evitar problemas com chuvas e ventos.

    A telha de fibrocimento costuma ser grande e por isso é preciso poucas telhas para cobrir uma casa. Outra vantagem desse tipo de telhado é que ele pode ser instalado em cobertura de pouca inclinação.

    Desvantagem:

    Absorve calor com facilidade, então é preciso ter laje ou forro que isole o calor absorvido.

    Telhas de PVC

    A telha de PVC parece várias telhas de cerâmica juntas, mas são fabricadas de material PVC. A telha de PVC tem isolamento térmico razoável, e é indicada para quem busca bom custo-benefício, já que esse tipo de telhado dispensa caibros e ripas para sustentação resultando em economia. A telha de PVC ainda é resistente a tempestades e dispões de diferentes tamanhos e formatos para atender as necessidades de cada casa e tipo de telhado.

    Telhas esmaltadas

    A telha esmaltada é conhecida por sua beleza, já que esse tipo de telha recebe uma camada colorida, chamada de camada vítrea.

    Vantagens:

    A camada que recobre a telha garante maior resistência, diversidade de cores, beleza, o envelhecimento da telha diminui e as chances de infiltração tornam-se menores.

    A telha esmaltada ainda pode ter duas faces, o que é ideal para ambientes como churrasqueira e varandas, que não terão forro por baixo, assim o telhado dessa área pode ser da mesma cor do restante da casa, e por dentro a visão é de uma telha natural de cerâmica.

    Telha de concreto

     A telha de concreto, também chamada de telha de cimento, é um modelo mais recente no mercado

    Vantagens:

    Conforto térmico e variedade de formas e cores. Esse tipo de telha absorve menos água que a de cerâmica, mas ainda assim necessita do uso de resina para garantir impermeabilização do telhado.

    Desvantagem:

    Esse modelo é mais poroso e por isso há necessidade de limpeza anual.

    Telha de vidro

    Para quem precisa de iluminação em um ambiente, pode optar pela telha de vidro que é usada junto à telha de cerâmica ou de concreto.

    Vantagens:

    Ambientes que não terão forro e precisam de iluminação natural.

    Desvantagem:

    A única desvantagem da telha de vidro, é em relação a fragilidade, já que pode trincar com maior facilidade.

    Telhas transparentes

    A telha transparente também é conhecida por telha de fibra de vidro

    Vantagens:

    Permite a entrada de iluminação natural no ambiente. A telha de fibra de vidro pode ser utilizada junto a telha de fibrocimento ou sozinha.

    Desvantagem:

    Costuma absorver muito calor.

    Telha shingle

     A telha shingle é famosa por ser característica de casas norte-americanas. Esse tipo de telhado é conhecido por sua beleza e resistência, já que é feito de massa asfáltica.

    Vantagens:

    A telha shingle possui muitas vantagens, como beleza, possibilidade de diferentes inclinações, dispensa diferentes dutos de escoamento de água, diversidade de cores e pouca manutenção.

    Desvantagem:

    O valor ainda não é o mais em conta, mas vale a pena se considerada suas vantagens.

    Telha ecológica

    Conhecida também por telha de fibra vegetal, é produzida a partir de fibra de celulose, pigmentos para coloração e protegida por resina especial para proteção. A telha ecológica aos poucos vem substituindo a telha de amianto que é prejudicial à saúde e pode causar problemas no pulmão.

    Vantagens:

    Além de sustentável, esse tipo de telhado é de fácil instalação e resistente às intempéries do tempo.

    Telha de PET

     Para quem se preocupa com a origem do material usado na fabricação da telha e busca materiais sustentáveis para a construção do lar, uma aposta é usar a telha de PET que recicla garrafas descartáveis na produção. A telha PET tem formato parecido com a telha de cerâmica e pode ser encontrada em diferentes cores (até na cor de cerâmica e translúcida).

    Vantagens:

    Alta resistência e baixa manutenção, já que não mofa (como as telhas de cerâmica).

    Telha de polipropileno

    A telha de polipropileno é conhecida por ser fabricada a partir de resinas especiais e que permitem a passagem de iluminação natural (passagem de até 70% de luz). Esse tipo de telha pode ser encontrado em diferentes formatos e pode ser utilizada junto a outros tipo de telhas para garantir entrada de luz no ambiente.

    Esperamos que tenha gostado das nossas dicas para a sua casa!

    Aguarde que em breve enviaremos novas dicas!

    Queremos estar ao seu lado durante todo o processo de estruturação da sua casa.

  • Dicas para melhor projetar a garagem de sua casa

    Na construção de uma casa sempre nos lembramos de inúmeros itens e muitas vezes deixamos a garagem em segundo plano. Só na hora em que vamos guardar o carro é que percebemos que as coisas não ficaram lá muito boas.

    Dificuldade para entrar ou sair, pouco espaço para abrir as portas do carro, luz solar refletida no vidro do carro que invade a sala, dentre outros problemas, devem ser evitados com um bom projeto.

    E a primeira coisa a ser analisada é a inclinação do terreno. Se ele possuir um declive, isso deve ser aproveitado para se projetar uma garagem subterrânea. Dessa forma terá um espaço coberto e fresco para o seu carro. Fora isso você não precisará gastar com aterro, no caso de querer deixar o terreno plano.

    Quando for projetar sua garagem, pense no espaço interno que ela precisa ter, conforme a quantidade de veículos. Mas pense também em como ficará, esteticamente, a parte externa da casa. Muitas vezes a garagem pode acabar com a fachada de uma casa ou então, valorizá-la bastante, tudo vai depender do projeto. Além disso, uma boa garagem é um dos itens importantes na valorização de um imóvel.

    E falando em valorização, alguns itens deixam sua garagem mais bonita e ainda mais valorizada:

    1. Portão eletrônico
    2. Tipo de revestimento
    3. Piso antiderrapante e de fácil limpeza
    4. Ventilação
    5. Iluminação

    Considere também que além de servir para guardar seu carro, a garagem pode ter outras funções, dependendo do seu tamanho:

    1. Lavanderia
    2. Pequena oficina
    3. Home Office
    4. Armazenagem

    Quando for projetar sua garagem considere sempre:

    1. A quantidade de veículos
    2. O tamanho da vaga
    3. A inclinação da rampa
    4. O raio de curvatura e manobras
    5. Qual outra função deseja para sua garagem

    Esperamos que tenha gostado das nossas dicas para a sua casa!

    Aguarde que em breve enviaremos novas dicas!

    Queremos estar ao seu lado durante todo o processo de estruturação da sua casa.

  • Confira como estruturar sua obra de forma segura e didática

    Como estruturar sua obra de forma segura
    Estrutura é o conjunto de elementos que sustentam e dão estabilidade a uma construção. Os elementos que consistem a base de uma estrutura são: fundação, pilar, viga e laje.
    1- FUNDAÇÃO:
    A fundação é a parte da construção destinada a receber o peso da obra e reparti-lo no solo do terreno garantindo a estabilidade. Em geral é construída abaixo do terreno e é a primeira parte do prédio a ser construído.
    A escolha do tipo, dimensões e forma da fundação depende da carga a ser recebida e resistência do solo em que se encontra.
    É possível realizar as fundações com os materiais tradicionais usados na construção. Contudo, pelo seu deficiente comportamento em determinados meios, a madeira e o ferro são poucos utilizados.
    Para escolher o tipo de fundação é preciso saber quais serão os esforços sobre a edificação, as características do solo e dos elementos que formam as fundações. Basicamente há dois tipos: fundações superficiais (rasas ou diretas) e fundações profundas, definidas pela ABNT NBR 6122/2010.

    a- Fundações superficiais
    Elementos de fundação em que a carga é transmitida ao terreno, predominantemente pelas pressões distribuídas sob a base da fundação. A profundidade de escavação é inferior a 3 metros e são utilizadas em cargas leves, como residências, ou no caso de solo firme.
    Tipos de fundações superficiais:

    Sapata: elemento de concreto armado, geralmente quadrada, retangular ou trapezoidal, dimensionado de modo que as tensões nele produzidas sejam resistidas pela armadura, não pelo concreto. A sapata corrida recebe a carga distribuída linearmente. A sapata associada recebe vários pilares, cujos centros não estão no mesmo alinhamento.

    Bloco de fundação: elemento com base quadrada ou retangular com elevação que se assemelha a um pedestal e absorve a carga, distribuindo-a sem a necessidade de armadura.

    Radier: Semelhante a uma placa que abrange toda a área da construção, recebendo toda a carga e distribuindo-a no terreno.

    Viga de fundação: elemento comum a vários pilares, cujos centros estão no mesmo alinhamento.

    1. Fundações profundas

    São elementos que transmitem a carga ao terreno pela base, pela superfície lateral ou por uma combinação das duas. São utilizadas em casos de grandes projetos, como edifícios altos, nos quais os esforços do vento se tornam consideráveis e nos casos em que o solo só atinge a resistência suficiente em grandes profundidades, superior a 3 metros – salvo exceções. Os tipos mais comuns são as estacas, tubulões e caixões.

    Tipos de fundações profundas:

    Estacas: Elemento executado inteiramente por equipamentos ou ferramentas, sem que, em qualquer fase de sua execução, haja descida de operário. As estacas têm grandes comprimentos e seções transversais pequenas, podem ser de madeira, aço, concreto pré-moldado, concreto moldado in loco ou mistos.

    Tubulões: Elemento de fundação profunda, cilíndrico, em que, pelo menos na sua etapa final, há descida de operário. Pode ser feito a céu aberto ou sob ar comprimido (pneumático) e ter ou não base alargada. Pode ser de aço ou concreto, com ou sem revestimento.

    Caixões: Elemento de forma prismática, concretado na superfície e instalado por escavação interna, podendo usar ar comprimido; sua base pode ser alargada ou não.



    • 2. PILAR

    Parte da estrutura vertical que sustenta as construções. Transmite às fundações as cargas das vigas e lajes. Suas dimensões dependem da carga que receberá e da quantidade de pilares. Em geral, chamamos pilar com forma quadrada ou retangular, sendo chamada de coluna quando o pilar possui forma cilíndrica.

    3. VIGA:

    Elemento estrutural do edifício, geralmente na horizontal que trabalha à flexão e transmite as cargas aos pilares. A estrutura de um edifício ou de parte da construção possui usualmente um conjunto de vigas, chamada de vigamento, onde a principal delas recebe o nome de viga mestre.

    4. LAJE

    Usada como revestimento, possui forma retangular ou quadrada, com superfície plana, contínua na horizontal que constitui um pavimento ou teto do edifício. Recebe diretamente as cargas do edifício, transferindo-as para as vigas.

    IMPORTANTE!

    Este conjunto de elementos é o que vai permitir a resistência a todos os esforços produzidos pelo próprio peso da estrutura, o peso de seus ocupantes e objetos, ventos e sobrecargas.A ruína de uma só dessas partes pode causar o estrago da obra.

  • Saiba importantes dicas sobre como escolher o melhor piso para a sua casa

    Dando continuidade às dicas sobre construção e para que você já vá pensando em com será sua nova casa, a dica de hoje é sobre como escolher o melhor piso para sua casa.

    – Primeiramente é importante saber que cada ambiente da casa exige um piso diferente;

    – Sempre lembre que pisos claros dão mais amplitude aos ambientes;

    – Se deseja dar mais personalidade ou criar uma atmosfera de aconchego, o preto ou cores mais escuras são as indicadas;

    – O piso ajudará a transmitir a sensação que deseja para cada ambiente além de facilitar para o tipo de limpeza necessária em cada um deles;

    – Faça a separação dos pisos de acordo com as portas. Quando não houver uma separação mantenha o mesmo piso, caso haja pode haver uma mudança de modelo, cor e material.

    – O piso não precisa ser um item caro no seu orçamento. Procure em Saldão de Estoque nas grandes lojas, Promoções relâmpago ou mesmo em pequenas lojas especializadas.

    – Lembre-se apenas que na hora da escolha é importante pensar sobre a instalação, manutenção e durabilidade de cada piso;

    Vamos às dicas para cada ambiente:

    COZINHA

    A cozinha costuma ser o ambiente de alta circulação na casa, por isso exige um piso de maior resistência e que seja fácil de limpar. Também não pode ser um piso escorregadio para evitar acidentes ou rugoso para evitar o acumulo de gordura. O porcelanato costuma ser uma boa opção. Mas também é possível investir em uma cozinha mais barata e com personalidade aplicando o piso de cimento. Lembre-se que a cozinha pode se transformar em um local aconchegante para reunir a família.

    BANHEIRO

    Para o banheiro a recomendação são os pisos frios e pouco porosos. Para evitar mofo mantenha o local ventilado e limpeza constante. Para ter um banheiro bonito e econômico sugerimos o cimento queimado ou o piso de cerâmica. Lembrando que devem ser evitados pisos escorregadios em áreas molhadas.

    QUARTOS

    Esse ambiente pede um piso mais quente e aconchegante. Vale apostar nos laminados ou no piso vinílico (feito de PVC e minerais, a instalação é simples e já existe um tipo de piso vinílico com autoadesivo, o que facilita muito sua aplicação). Porém os pisos frios também são utilizados, saem mais em conta, além de facilitar a limpeza do ambiente.

    SALA

    Também é um ambiente bastante frequentado, portanto o piso deve ser resistente e de fácil limpeza. O porcelanato esmaltado é uma opção. Para deixá-lo mais aconchegante, basta investir em tapetes e móveis de madeira. Mas também pode ser utilizado o laminado ou vinílico, se deseja seguir por essa linha e deixar o ambiente mais aconchegante.

    ÁREAS EXTERNAS

    O piso para a área externa depende de alguns fatores. Se o espaço for coberto, porém aberto, o indicado é um piso antiderrapante para evitar acidentes quando chover; se for descoberto, sempre optar pelo antiderrapante; caso seja coberto e fechado, avaliar outras questões, como por exemplo, se possui churrasqueira, nesse caso recomendamos o piso acetinado que facilita a manutenção.

    Esperamos que tenha gostado das nossas dicas para a sua casa!

    Aguarde que em breve enviaremos novas dicas!

    Queremos estar ao seu lado durante todo o processo de

    estruturação da sua casa.

  • Sobrado ou casa térrea? Saiba quais são as vantagens e desvantagens de cada tipo de edificação? ­

    Para se definir entre um tipo ou outro você precisa levar em conta alguns fatores importantes:

    1 Investimento financeiro

    2- Espaço do terreno ocupado pela obra

    3- Dia a dia dos moradores do imóvel e suas necessidades

    CASA TÉRREA

    Investimento financeiro: É menor em relação ao sobrado porque sua estrutura não

    precisa ser tão reforçada. Mas, ao mesmo tempo, o gasto na construção do telhado

    poderá ser maior pois sua área será maior em comparação com um sobrado.

    Espaço do terreno: Esta é uma das maiores desvantagens pois normalmente uma

    casa térrea acaba diminuindo a área útil do terreno que sobra além da construção.

    O ideal seria construir uma casa térrea em um terreno maior do que o terreno adequado

    para um sobrado. Se o seu terreno tiver uma área mais ampla, a casa térrea pode ser

    uma boa opção.

    Dia a dia dos moradores: Como a casa térrea não possui escadas, ela é ideal para

    quem tem crianças, idosos ou portadores de necessidades especiais morando no

    imóvel. Ela também é uma excelente alternativa para quem prioriza a facilidade de

    locomoção, uma vez que este estilo de residência não possui escadas. Outras

    vantagens são a facilidade para mudança de móveis, limpeza e manutenção dos

    ambientes.

    SOBRADO

    Investimento financeiro: Como um sobrado necessita de alicerces mais fortes na

    sua edificação, em geral seu custo é maior do que uma casa térrea. No entanto, um

    sobrado permite a divisão da residência em dois andares, separando com mais

    facilmente a área privada familiar do espaço para visitas.

    Outra possibilidade que a construção de um sobrado oferece é o investimento maior

    na estética arquitetônica do lugar.

    Espaço do terreno: Dependendo da área do terreno, a construção de um sobrado

    pode ser bem mais vantajosa. Se você possui um terreno pequeno ou precisa de uma

    casa maior, mas seu terreno não é muito grande, o sobrado é o tipo de edificação

    mais indicado porque você conseguirá um melhor aproveitamento de espaço nas

    áreas internas do imóvel e também conseguirá deixar uma área livre na área externa

    do imóvel.

    Dia a dia dos moradores: Ao contrário da casa térrea, um sobrado possui escadas e

    por isso não é a melhor indicação para quem tem crianças, idosos ou portadores de

    necessidades especiais morando no imóvel. Mas, dependendo do seu projeto é

    possível construir um cômodo especialmente para estas necessidades no andar

    inferior do imóvel. Desta forma você conseguirá unir algumas vantagens de uma casa

    térrea às vantagens de um sobrado.

    Como você pode ver os dois tipos de edificação têm suas vantagens e desvantagens. Por isso é importante considerar suas possibilidades financeiras, as necessidades e preferências de sua família e quais são os seus planos para o futuro. Com essas informações ficará mais fácil para você tomar a decisão mais acertada.

    Se quiser mais informações sobre seu lote, acesse nosso canal de

    relacionamento através do e-mail relacionamento@mouraleite.com